Amigos seguidores

sexta-feira, dezembro 17, 2010

O Violonista no Metrô!





Se você ainda não conhece essa história, tire alguns minutos de sua vida para acompanhá-la. Tenho certeza que, no final, você concordará comigo de que terá valido a pena! 


 

Primeiro deixa eu convidá-lo (a) a acionar a músiquinha ali em cima, ela tem tudo a ver com esse post. É só clicar no Play e depois você pode regular o volume naquele botãozinho que tem acima do play. 

Feito isso, vamos aos fatos: 

Em janeiro deste ano que está terminando um músico desconhecido, tipo esses de rua, que trabalham em esquinas, praças, estações, e metrôs, se posicionou com seu violino na entrada da estação "L'Enfant Plaza", em Washington, DC, capital dos Estados Unidos. (Sim, é aquele mesmo que aparece na foto no inicio desta postagem) Era uma manhã fria, por volta das 08:00 horas e milhares de pessoas passavam pela estação indo ao trabalho.
Durante 45 minutos este músico executou em seu instrumento belas partituras de Bach, Schubert, Ponce e outros, sempre com o estojo do instrumento aberto à sua frente para receber doações. Somente após vários minutos de ter iniciado a apresentação surgiu a primeira doação, de 1 dólar, feita por um homem que nem parou para lhe ouvir, apenas tirou o dinheiro do bolso, colocou no estojo e foi embora. 
Depois vieram outras contribuições e no final o músico tinha atraído a generosidade de sete pessoas. Apenas sete, das milhares que passaram por ali, resolveram colaborar com ele, e naquele dia o mesmo totalizou 32 dólares de doação. 
Teve um momento, inclusive, em que um menino parou para escutar o músico até com um certo interesse, mas acabou arrastando pelo seu pai que ficou chateado porque a criança havia parado para observá-lo.
Enfim, a apresentação tinha sido feita e as pessoas generosas fizeram também o seu papel. A questão não foi nem a quantia que ele arrecadou. O triste foi constatar que das milhares de pessoas que passaram por ali naqueles 45 minutos, apenas sete, se interessaram pelos acordes maravilhosos do músico. 
O que ninguém sabia é que se tratava de Joshua Bell, considerado hoje um dos melhores violinistas do Mundo. Essa música que você está ouvindo, por exemplo, é ele executando um dos temas do filme "O Violino Vermelho". 

Joshua estava na estação "L'Enfant Plaza" tocando as melhores partituras da música clássica com seu violino Stradivarius de 1713 que custa, nada mais nada menos, que 3 milhões e meio de dólares, a convite do jornal "The Washington Post" que queria com isso medir a percepção, o gesto e as prioridades das pessoas para definir 3 questões fundamentais: 

1) - Podemos em um ambiente do cotidiano, numa hora incomum, detectarmos a beleza? 
2) - Pararíamos para apreciá-la? 
3) - Podemos reconhecer o talento em um contexto comum? 

Pois no final o que se deduziu é que se não paramos alguns segundos para escutar um dos melhores músicos do mundo tocando as mais belas partituras, quantas outras coisas extraordinárias não estamos perdendo somente por não sabermos apreciá-las?

E o mais interessante é que dois dias antes, em Boston, Joshua havia lotado pela terceira noite seguida os mais de mil lugares do principal teatro da cidade com um concerto cujo ingresso mais barato era de 150 dólares por pessoa.  

E como eu sou um curioso nato, vasculhador da Internet, fui atrás de alguma outra prova que pudesse sustentar essa história que recebi por email, e acabei achando o vídeo que prova o que a história conta. O vídeo, na verdade, é uma compilação em quase 3 minutos dos 45 minutos de apresentação do músico no metrô de Washington. Agora, se a musiquinha lá em cima ainda não terminou é só voltar, dar pause, e carregar o vídeo para ver esse resumo da apresentação. 

3 comentários:

* verinha * disse...

Pois é Milton... isso é a prova mais viva da falta de sensibilidade das pessoas, que não dispõe nem um segundo de sua vida para admirar as belezas que por vezes encontramos pelo caminho.. O por quê de tanto corre-corre?.. De que adianta estarmos aqui se não nos damos a chance de nos encantarmos com as maravilhas que cruzam em nosso caminho.

Beijinho imenso em seu coração Milton!!

*verinha*

Milton disse...

Verinha, falas-te tudo! Parabéns!
Beijos!

Ana Clara disse...

Milton!
Lindo, lindo, lindo... essa música de fundo é emocionante. A história, apesar de triste pelo comportamento humano, é sensacional, e o seu trabalho de pesquisa foi muito bem feito.
Parabéns!
Beijos!

Compartilhe:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Posts Recentes