Amigos seguidores

sexta-feira, janeiro 21, 2011

E os trafica mexicanos não importam só cocaína da Colombia...

A modelo colombiana Juliana Sossa em foto de Jonny Lopera 
O narcotráfico mexicano pode estar importando mais do que a cocaína da região andina. Agora eles também estão levando as rainhas de beleza e modelos como namoradas. O último caso pode ser o de Juliana Sossa, vencedora de um concurso de beleza em 2008 na Colombia, que foi presa terça-feira ao lado de um homem que é acusado de liderar uma quadrilha de drogas no México. Sossa, 25 anos, usava um casaco preto e volumoso sobre um jeans azul quando a polícia a encontrou caminhando ao lado do criminoso. Segundo a polícia, Sossa, inconscientemente ajudou a rastrear Jorge Balderas Garza, que é conhecido pelo apelido de "El JJ" e é suspeito de liderar uma quadrilha de traficantes, quando escreveu em sua página no Facebook, que vive no bairro Bosques de Chapultepec da Cidade do México. Conheça ela no vídeo: 


Segundo a polícia, eles sabiam que Sossa era namorada do traficante. Além da acusação de tráfico de drogas, seu namorado é acusado de disparar no astro do futebol paraguaio Salvador Cabañas na cabeça em uma boate da Cidade do México em 25 de janeiro de 2010. A notícia chocou os paraguaios e o mundo esportivo. Apesar de Cabanas ter sobrevivido não joga mais futebol. Cerca de três semanas depois do tiroteio, as autoridades da Interpol emitiram um alerta vermelho para a captura de Balderas Garza, até finalmente rastreá-lo no início desta semana.

Em novembro, a polícia já havia prendido Juliana Lopez Aguirre, que também é uma colombiana, ao lado de Harold Mauricio Poveda, um narco mexicano suspeito conhecido como "El Conejo", ou "O Coelho".
Outra modelo colombiana foi presa quase dois anos antes, quando agentes de segurança invadiram uma das propriedades de Poveda, enquanto ele comemorava seu aniversário. A propriedade era uma "narco-mansão" com uma jacuzzi em uma gruta, uma pista de dança e duas panteras negras de estimação.
Em abril do ano passado Alicia Machado uma venezuelana que venceu em 1996 a coroa de Miss Universo, e que reside da cidade do México, foi citada num relatório de uma testemunha secreta sob proteção federal, que alegou que ela estava envolvida com Gerardo Alvarez Vazquez, um chefão do acusado conhecido como "El Indio", ou "O Índio". A testemunha afirmou que Alicia Machado tinha assumido a filha de Alvarez, Dinorah, em 2008 e que vários traficantes da quadrilha Beltran Leyva foram para o batismo no México.
Outra modelo, Angie Sanclemente, que foi coroada Rainha do Café 2000, em sua Colômbia natal, foi presa na Argentina em maio passado. Os promotores disseram que ela tinha se casado com um senhor da droga mexicano conhecido como "O Monstro", antes de se mudar para a Argentina para gerenciar as mulheres jovens transportando cocaína para a Europa via México.
Gangsters no México também voltaram seus olhos para rainhas da beleza. A mais conhecido é Laura Elena Zúñiga, que foi coroada Miss Sinaloa 2008 e  ganhou o título de Miss Hispano-América no mesmo ano em Santa Cruz, na Bolívia. Após sua prisão no final daquele ano, Zuniga disse que não tinha idéia de seu namorado era um dos líderes do Cartel de Juarez. Um juiz acreditou nela e a libertou em 2009. 



Nenhum comentário:

Compartilhe:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Posts Recentes