Amigos seguidores

quarta-feira, abril 20, 2011

A ária que virou uma das músicas mais interpretadas do mundo

Gershwin - *1898  +1937
"Summertime" é uma ária composta pelo americano George Gershwin em 1935 para a ópera Porgy and Bess. A letra é de DuBose Heyward, o autor do romance Porgy em que a ópera foi baseada, embora a música também é co-creditado a Ira Gershwin. A canção logo se tornou popular e muito gravada no padrão jazz. A canção foi pela primeira vez gravada por Abbie Mitchell em 19 de julho de 1935, com George Gershwin tocando piano e regendo a orquestra . É cantada várias vezes ao longo de Porgy and Bess, primeiro por Clara no Ato I como uma canção de ninar e logo depois como contraponto ao jogo de cena no Ato II, em uma reprise de Clara, e no Ato III por Bess, cantando para o bebê de Clara. O sucesso de " Summertime " em todos os ritmos e padrões tem sido tão grande pelo mundo afora, que até hoje já foram registradas mais de 24 mil diferentes versões gravadas da canção. Reconheço que este post parece meio "doido", com várias versões da mesma música, mas esse é o segredo. Aqui você vai poder acompanhar algumas delas consideradas inesquecíveis, como as de Ella Fitzgerald e Louis Armstrong (para muitos a melhor de todas), Janis Joplin, San Cooke... e muitas outras. E é justamente ouvindo várias versões que a gente pode analisar para concluir que, essa realmente é uma música que está além do ser apenas MARAVILHOSA! 
Se você gosta, troque a página, porque...    
"Summertime" é "Summertime ", não tem explicação!  

A ária numa das versões da Ópera (1965)
Nessa versão da Ópera, Clara é interpretada por Paula Ingram com a voz da soprano Harolyn Blackwell, acompanhada da Filarmônica de Londres e do Coro de Glyndebourne. 

Billie Holiday (1936) 
(A primeira versão no ritmo de jazz)

Ella Fitzgerald e Louis Armstrong (1957)

Charlie Parker (Sax - 1949)


Janis Joplin (1969)



Jill Scott e George Benson (Montreux 1986)



Sam Cooke (1961)



Kenny G (Sax pistols)



Chaka Khan (Montreux - 1984)

Itzhak Perlman com o Modern Jazz Quartet (Violino)

Peter Gabriel (anos 90)

The Zombies (1965)

The Ravens (1959)


Tom Jones  e a banda Stereophonics (2000)





Tori Amos (1994)





Paul Robeson (anos 50)





Jewel (2006)





Morcheeba (1998)





Gerry e The Pacemakers (1964)





Billy Preston no Hammond B3 (1979)





Mahalia Jackson (1956)


(Cantando Motherless Child  e Summertime)



Jonny Mitchell e Herbie Hancock (piano) (blues)





Sidney Bechet (clarinete - 1950)




Billy Stewart (1966) 
(a versão mais povão de todas)



Rick Nelson (1962)





Miles Davis (trompete - 1958)




Sarah Vaughan com Hal Mooney e Orchestra (1957)
(Uma outra versão considerada um clássico)




Keith Jarrett (Piano - 1987)





Eva Cassidy (voz e violão - 1995)
(Um ano antes dela morrer com apenas 34 anos de idade)



Perform's de Greg Kinnear no filme "Stuck On You"



Charles Walker e Sharon Jones (1989) 



8 comentários:

malu zhubenedicty disse...

VC tem muito bom gosto, parabéns, abs.

Anuska disse...

Música é vida :-)

Ana Paula disse...

Espetáculo de pesquisa. Fantástico!
Você está cada vez melhor!
Bjos!

Loreta disse...

Linda essa música.
As várias versões são extraordinárias.
Parabéns! Bjos!

Suaveseara disse...

Olá!
sem dúvida a versão da Ella com o Armstrong é a melhor. Parabéns pelo post. Perfeito. Fique com Deus!

Suaveseara disse...

Em tempo: parabéns pelo blog. Bem bonito e diversificado.
Voltarei sempre!
Bjs!

RicaKuns disse...

Gostei de todas. Tem para todos os gostos!
Mais de 24 mil versões é??? Não sabia disso não.
Isso mostra a força da música e dessa música particularmente.

Abração blogueiro!

Milton disse...

Obrigado a todos pelos elogios. Realmente a música é muito linda!

Compartilhe:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Posts Recentes