Amigos seguidores

domingo, junho 05, 2011

As Sete Maravilhas da Rússia


Embasados na idéia das Sete Maravilhas do Mundo Antigo (Jardins Suspensos da Babilonia, Pirâmides de Gizé, Estátua de Zeus, Templo de Ártemis, Mausoléu de Halicarnasso, Colosso de Rodes e Farol de Alexandria) e das Sete Maravilhas do Mundo Moderno (As Muralhas da China, Montanhas de Petra na Jordânia, Cristo Redentor no Rio de Janeiro, Ruínas de Machu Picchu no Peru, Pirâmides de Chichén Itzá no México, Coliseu de Roma na Itália e o Taj Mahal na Índia) uma das maiores Redes de Comunicação da Rússia desenvolveu durante todo o ano de 2008 uma pesquisa entre a população do país para definir As Sete Maravilhas da Rússia, um país cheio de histórias do passado, cidades maravilhosas e natureza exuberante. Ao contrário dos demais processos que definiram as Maravilhas do Mundo, tanto do Antigo quanto do Moderno, onde só entraram obras edificadas pelas mãos dos homens, na pesquisa da Rússia os organizadores aceitaram que o povo também votasse em maravilhas da natureza, como lagos, montanhas, rios, praias, etc. Durante um ano mais de 100 obras ou locais acabaram sendo indicados, primeiro por cada Região e após as primeiras seleções numa votação final entre os melhores. O resultado você conhecerá na sequência. 
  


O Lago Baikal
O Lago Baikal está situado na Sibéria Oriental e é considerado o mais profundo lago do mundo bem como o maior reservatório natural de água doce na Terra. Em alguns pontos ele mede mais de 1.600 metros de profundidade. No inverno ele fica totalmente congelado e na primavera do Hemisfério Norte ele apresenta o espetáculo maravilhoso da cristalização, que já foi inclusive tema de post aqui no À Beira Mar com o título Os Cristais de Gelo do Lago Baikal Com águas claríssimas e cercado de praias e montanhas, é um lago realmente fascinante.




O Vale dos Geysers
O monumento natural transformado em Parque Nacional está localizado numa bacia de 6 km de extensão, com cerca de noventa gêiseres e muitas fontes termais na Península de Kamchatka, no Extremo Oriente russo, na margem esquerda do Rio Geysernaya. Faz parte da Reserva Natural Kronotsky que, por sua vez, é incorporada ao Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. O vale é de difícil acesso, com helicópteros fornecendo o único meio viável de transporte. Em 2007 este monumento quase desapareceu quando fortes chuvas provocaram a elevação do rio, desmoronamento das montanhas nas encostas e até mesmo o bloqueio de quase todas as fontes de águas termais e gêiseres. Naquela ocasião o Parque chegou a ser fechado para a visitação pública. No ano de 2008, todavia, as autoridades constataram que a própria natureza havia se regenerado e as fontes e gêiseres voltaram a ser ativos. O parque então foi reaberto à visitação. É maravilhoso como vocês vão poder constatar pelas fotos. 



Palácio Peterhof 
O Palácio Peterhof  (Originalmente chamado "Corte de Pedro") é na verdade uma série de palácios e jardins localizados a 25 km a leste de São Petersburgo, construídos por ordem de Pedro, o Grande, o mesmo que edificou toda a cidade. Estes palácios e jardins são por vezes referido como o "Versailles Russo", até porque foram transformados em Museu após a Revolução Russa. Durante a 2ª Guerra Mundial caíram nas mãos dos alemães que foram rechaçados e não conseguiram entrar na cidade, por isso transformaram o conjunto Peterhof em sua base. Antes de abandonarem as edificações em 1944 saquearam quase tudo. Ao fim da guerra o governo comunista não deu muita importância para o estrago, mas o governo democrático que se estabeleceu após a queda do comunismo restaurou todo o complexo. O conjunto do palácio, juntamente com o centro da cidade é reconhecida como um Patrimônio Mundial da UNESCO. É um dos locais mais visitados por turistas de todo o mundo e nas fotos você vai poder ver porque.


A Catedral de São Basilio
A Catedral de Proteção de Maioria Theotokos Santo no Moat, popularmente conhecida como Basil's Cathedral Saint (Catedral de São Basilio), é uma igreja Ortodoxa Russa construída na Praça Vermelha em Moscou entre os anos de 1555-1561. Edificada sobre a ordem de Ivan IV da Rússia para comemorar a captura de Kazan e Astrakhan, marca o centro geométrico da cidade e o ponto do seu crescimento desde o século 14. Foi o edifício mais alto em Moscou até a conclusão do Campanário de Ivan, o Grande, em 1600. O edifício original, conhecido como "Catedral da Trindade", continha oito igrejas laterais dispostas ao redor da central, a Igreja da Nona Intercessão. A décima igreja foi erguida em 1588 sobre o túmulo do Santo Venerado Basilio. A Igreja tem operado como uma divisão do Museu Histórico do Estado desde 1928. Foi completamente secularizada em 1929 e, a partir de 2011, continua a ser uma propriedade da Federação Russa. Ao lado do Kremlin e da Praça Vermelha, é considerada pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade desde 1990.





Pilares do Intemperismo 
Um monumento geológico da Região da República de Komi, entre os rios  Ichotlyaga e Pechora. São aos todos 7 afloramentos residuais de 30 a 42 metros de altura. Associados a eles estão numerosas lendas, a principal delas de que eram objetos de culto de tribos que viveram naquela região. Situados muito longe de lugares habitados são visitados basicamente por geólogos, pesquisadores e turistas. Imagina-se que cerca de 200 milhões de anos atrás os pilares de pedra eram envoltos por enormes montanhas. Passaram os milênios e a chuva, neve, vento, frio e calor foram gradualmente destruindo as montanhas que acabaram se resumindo aos pólos existentes. 



Monte Elbrus
O Monte Elbrus é um estrato de vulcão no Cáucaso, na fronteira com as repúblicas de Kabardino-Balkaria e Karachay Cherkessia. O Elbrus está localizado ao norte da Grande Cordilheira do Cáucaso e é o pico mais alto da Rússia. Dado que a parte fronteiriça com a Europa é mista, o Elbrus é considerado como a mais alta montanha da Europa Superior.



Memorial Mamaev Kurgan e A Pátria 
O Memorial Mamaev Kurgan, do qual faz parte a estátua "A Pátria Solicita" está localizado no centro da cidade de Volgogrado, onde, durante a Batalha de Stalingrado (assim a cidade era chamada) violentos combates de mais de 200 dias aconteceram. O controle sobre as batalhas ao redor da cidade era feito exatamente em cima da elevação chamada morro Mamaev e essa posição estratégica esteve tanto nas mãos dos russos quanto dos alemães. Após a guerra foi idealizado um memorial justamente para homenagear os soldados russos que tombaram para defender a cidade. Junto ao memorial foi edificada  a estátua denominada "A Pátria Solicita" simbolizando uma mãe chamando os filhos para a batalha. A construção do monumento foi iniciada em Maio 1959 e concluída em 15 de outubro 1967. A escultura no momento da criação era a mais alta estátua do mundo. Ela é duas vezes maior que a Estátua da Liberdade em Nova York. 


Essa foto é de altíssima resolução. Clique em cima para ampliar. 
Agora, caso você queira vê-la maior ainda, como se estivesse embaixo dela, então CLIQUE AQUI

Outra foto que vale um clique



Fonte: Wikipédia

4 comentários:

Loreta disse...

Olá amigo! Muito frio por ai???
Post simplesmente maravilhoso. A natureza faz coisas mesmo, não? Aquela do Vale dos gêiseres que foi destruído e se recuperou é muito interessante.
E a estátua da Pátria em altissima resolução??? que é aquilo.
Lindo, muito lindo mesmo.
Parabéns e um bom domingo!

RicaKuns disse...

Já tinha visto essa matéria num site internacional, mas não tão completa assim. Belo trabalho de pesquisa. Valeu....
Abração!

John M disse...

Thanks for this post. I learned very much.

Anônimo disse...

cialis preise generika cialis
cialis acquisto cialis ricetta medica
cialis comprar cialis
cialis acheter commander cialis france

Compartilhe:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Posts Recentes