Amigos seguidores

sábado, junho 04, 2011

Invisível por 1.800 anos

Levou quase dois milênios a tecnologia para quebrar um dos maiores segredos da América antiga. Arqueólogos descobriram essa semana "uma recriação do mundo dos mortos", na antiga cidade de Teotihuacán, no México, graças a um dispositivo de radar. Os pesquisadores só avançaram 7 metros ao longo do túnel, mas o radar revelou que ele tem 120 metros de comprimento e é coberto de símbolos. Acredita-se que a passagem conduz a três câmaras e pode ajudar a explicar as crenças da civilização.

Discovery: Arqueólogos trabalham dentro de um túnel encontrado sob as ruínas do Templo da Serpente Emplumada, no sítio arqueológico de Teotihuacán, perto da Cidade do México.

O túnel, que fica a 13 metros abaixo do solo, foi originalmente descoberto por acaso em 2003, após fortes chuvas, quando técnicos observaram que a água  infiltrava-se em grande volume num minúsculo buraco no chão. Sergio Gomez Chávez, um arqueólogo do Instituto Nacional de Antropologia e História do México, disse: "Acredito que no final haja várias câmaras que guardam os restos mortais dos governantes daquela civilização mesoamericana. Se confirmado, será uma das mais importantes descobertas arqueológicas do século 21 em uma escala global. Nós sabemos que Teotihuacán foi construída como uma réplica de como eles viam o cosmos do universo. Nós imaginamos que o túnel venha ser uma recriação do submundo".

Antiga civilização: A Pirâmide do Sol (L) ea Avenida dos Mortos, em Teotihuacán.
Câmara Secreta: Acredita-se que os governantes da antiga cidade de Teotihuacán podem estar enterrados no fim do túnel
abaixo da Pirâmide da Serpente Emplumada, também conhecida como Quetzalcoatl.

Teotihuacan, com suas pirâmides enormes do Sol e da Lua, é composta por um labirinto de palácios, templos, casas, oficinas, mercados e avenidas. A cidade foi totalmente projetada, algo inédito para os padrões da época, por ter sido construída em 100dC e existiu até o século 8. Os arqueólogos a consideram um dos mais influentes eventos pré-hispânicos da América do Norte, com uma população de mais de 200 mil habitantes em seu apogeu. Apenas 5 por cento de Teotihuacan foi escavada até agora apesar de mais de 100 anos de exploração.

Arqueólogo mexicano Sergio Gomez Chávez acredita que a descoberta poderá ser uma das maiores do século 21.
Cerca de 30 peritos trabalham no local, descendo três escadas para entrar no fundo do túnel. Eles acreditam que um esforço deliberado foi feito para empilhar pedras e até pedaços de um templo destruído para bloquear a entrada, em algum momento entre 200 e 300 dC. A imagem térmica tem se tornado uma parte essencial de escavações arqueológicas. No mês passado, os satélites ajudaram a localizar 17 pirâmides e 3.000 assentamentos antigos escondidos no subsolo, no Egito. Mais de 1.000 locais de sepultamento também foram descobertas graças a tecnologia de infra-vermelhos capazes de sondar debaixo das areias do deserto de 450 quilômetros acima da Terra.

Desenterrar o passado: A impressionante arquitetura do Templo da Serpente Emplumada revela uma antiga
civilização mergulhada na tradição.
O local da descoberta

2 comentários:

Humberto Fonseca disse...

Salve Milton!
caracas! materia interessante demais cara. fiquei abismado com tais tecnologias, esse radar ai de infra deve ver até o inferno!rsrsrs
muito bom man!
aÊ da pra enviar uma foto do seu blog pra colocar um link lá?
humberttofonseca@gmail.com

saudações!!!

Bela disse...

Ola Milton!
O seu blog é muito interessante... Adorei! E voltarei mais vezes!
Beijos, Bela.

Compartilhe:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Posts Recentes