Amigos seguidores

terça-feira, junho 07, 2011

O Tratado de Tordesilhas

Hoje faz 517 anos que Espanha e Portugal assinaram o Tratado de Tordesilhas (documento ao lado), que levou esse nome porque foi assinado na povoação castelhana de Tordesilhas em 7 de Junho de 1494. Foi um tratado celebrado entre o Reino de Portugal e o recém-formado Reino da Espanha para dividir as terras "descobertas e por descobrir" por ambas as Coroas fora da Europa. Este tratado surgiu na sequência da contestação portuguesa às pretensões da Coroa espanhola resultantes da viagem de Cristóvão Colombo, que ano e meio antes chegara ao chamado Novo Mundo, reclamando-o oficialmente para Isabel, a Católica. O tratado definia como linha de demarcação o Meridiano 370 léguas a oeste da ilha de Santo Antão no arquipélago de Cabo Verde. Esta linha estava situada a meio-caminho entre estas ilhas (então portuguesas) e as ilhas das Caraíbas descobertas por Colombo. Os territórios a leste deste meridiano pertenceriam a Portugal e os territórios a oeste, à Espanha.
Alguns de vocês podem até perguntar: "o que o Milton quer revirando esse passado e trazendo à tona algo que até já caiu no esquecimento da humanidade?". Bom, eu tenho duas razões para tal:


1º) - O ponto ao Sul que ficou como marco da divisão, passava exatamente por onde hoje é a cidade histórica de Laguna, vizinha de Imbituba, e da qual inclusive, parte de Itapirubá (que é onde moro) pertence. Existe em Laguna um monumento lembrando a demarcação, como vocês podem constatar nas fotos.

2º) - (O que eu acho mais interessante). Antes mesmo de ser descoberto o território que seria o Brasil, aliás, o que seria toda a América do Sul, já estava dividido e tinha dono. Com o passar dos anos alguns ajustes foram feitos, tanto que os portugueses a partir do descobrimento das terras brasileiras avançaram mais a oeste desta linha, todavia, é de se registrar que se não fosse Tordesilhas o Brasil hoje seria totalmente diferente, pois nossa colonização teria sido feita por espanhóis, ingleses ou franceses. E aqui vale registrar que os espanhóis só não tomaram o Brasil porque já tinham um tratado com a coroa portuguesa (Tordesilhas) e não tiveram interesse em brigar. E mais, este tratado foi incentivado e avalizado pelo Papa da época, e os espanhóis, católicos ferrenhos nunca iriam brigar com o chefe da Igreja Católica que era sua parceira.  
Quanto aos ingleses e franceses, que chegaram a brigar para estabelecer colonias no Brasil a partir da segunda metade do século 16, só não conseguiram se estabelecer e tomar conta do pedaço porque a resistência portuguesa foi forte e os rechaçou. Foi a partir disto que ingleses e franceses se voltaram então para colonizar a América do Norte que, no papel a pertencia a Espanha, mas que não podendo vigiá-la em sua totalidade acabou tendo que aceitar os novos exploradores. Não tivesse existido o Tratado de Tordesilhas, ou tivesse ele uma linha mais à leste do Meridiano estabelecido, as terras descobertas por Pedro Álvares Cabral seriam da Espanha e como tal, como ela fez com a própria América do Norte, poderiam ficar com pouca vigilância e fatalmente as colônias inglesas e francesas aqui teriam se estabelecido. Não obstante a própria Espanha poderia ter fincado raízes por aqui e hoje nossa língua seria a dos hermanos argentinos. Sem contar que muitos de nós nem estariam aqui. Eu por exemplo (Guimarães Alves) descendente direto de portugueses tanto por parte de pai como de mãe, nem teria existido, ou teria???? Sei lá! Já pensaram nisso? 

Entenderam porque o Tratado de Tordesilhas é muito mais importante para o Brasil e para o MUNDO do que o próprio MUNDO pensa?   

7 comentários:

Aclim disse...

Sim, e acredito que ao invés de fazer filmes sobre vilolencia e sexo estaríamos fazendo filmes com um antigo chavão: Eu sou seu maior pesadelo....rsrrsrsrr

austofonso disse...

Putz grilo, nunca tinha pensado nisso amigo. Aliás acho que nunca me disseram isso na escola. Veja só, se os ingleses que tomaram parte do que hoje é os EUA e depois, ao afastar os franceses para o Canadá e os espanhóis para o México, criaram a GRANDE NAÇÃO tivessem vindo prá cá, hoje isso hoje poderia ser os ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA. Já pensou?
Se lá eles já são o que são imagina aqui, sem terremotos, vulcões, furacões, inverno com neve lascando o coco, etc e tal.
Caracas! Viajei agora.
Valeu pela lembrança.
Abração Mirtão!

Milton disse...

Olá Afonso!
É isso mesmo irmão! Você pegou o fio da meada. Imagina que potencia não seria este território (Chamado Brasil) que fatalmente teria outro nome, se fosse colonizado por aqueles ingleses que a partir de 1579 com Francis Drake começaram a explorar o continente americano? Ou então pelos franceses? Ou se a própria Espanha tivesse tomado conta disso aqui?

Anônimo disse...

Se os ingleses que criaram os EUA tivessem vindo prá cá a Floresta Amazônica teria sido varrida do mapa.
kakakakakakakakakaka

Mafia Sonora disse...

O famoso tratado de Tordesilhas, eu estudei sobre ele, e lembro que fiquei na época imaginando desde dessa época o brasileiro é metido a malandro, avançou nas terras do tratado e tudo tranquilo, hehehehe, abração Milton :-)

Milton disse...

Anonimo! Não amigo, acho que não.
Alguma coisa ainda teria sobrado! eheheheheheh

Milton disse...

Mafia!
Na verdade a história nem foi bem assim. É que após o século 16 o Império Espanhol quebrou as pernas, faliu mesmo. É que o maluco do Rei para enfrentar Elizabeth I da Inglaterra gastou tanto que botou o país à bancarrota.
Só restaram aos outros governantes que lhe sucederam fazer acordos e com Portugal foi feito esse de deixar que eles ocupassem o restante das terras que forma o Brasil de hoje.
Abração!

Compartilhe:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Posts Recentes