Amigos seguidores

quinta-feira, junho 09, 2011

Será verdade?

Segundo a psicóloga americana Louise l. Hay, todas as doenças que temos são criadas por nós. Afirma ela, que somos 100% responsáveis por tudo de ruim que acontece no nosso organismo. Todas as doenças tem origem num estado de não-perdão, diz a psicóloga. "Sempre que estamos doentes, necessitamos descobrir a quem precisamos perdoar". Segundo a especialista quando estamos empacados num certo ponto, significa que precisamos perdoar mais. Pesar, tristeza, raiva e vingança são sentimentos que vieram de um espaço onde não houve perdão. Perdoar dissolve o ressentimento. A seguir, você vai conhecer uma relação de algumas doenças e suas prováveis causas, elaboradas pela psicóloga Louise. Reflita, pois acreditando ou não, vale a pena tentar evitá-las:

DOENÇAS / CAUSAS:

AMIDALITE: Emoções reprimidas, criatividade sufocada.
ANOREXIA: Ódio ao externo de si mesmo.
APENDICITE: Medo da vida. Bloqueio do fluxo do que é bom.
ARTERIOSCLEROSE: Resistência. Recusa em ver o bem.


ARTRITE: Crítica conservada por longo tempo. 
ASMA: Sentimento contido, choro reprimido. 
 BRONQUITE: Ambiente familiar inflamado. Gritos, discussões. 
 CÂNCER: Mágoa profunda, tristezas mantidas por muito tempo. 
 COLESTEROL: Medo de aceitar a alegria. 
DERRAME: Resistência. Rejeição à vida. 
DIABETES: Tristeza profunda. 
DIARRÉIA: Medo, rejeição, fuga.. 
 DOR DE CABEÇA: Autocrítica, falta de autovalorização. 
 DOR NOS JOELHOS: medo de recomeçar, medo de seguir em frente ENXAQUECA: Raiva reprimida. Pessoa perfeccionista. 
 FIBROMAS: Alimentar mágoas causadas pelo parceiro (a). 
 FRIGIDEZ: Medo. Negação do prazer. 
 GASTRITE: Incerteza profunda. Sensação de condenação. 
 HEMORRÓIDAS: Medo de prazos determinados. Raiva do passado.
 HEPATITE: Raiva, ódio. Resistência a mudanças. 
INSÔNIA: Medo, culpa. 
LABIRINTITE: Medo de não estar no controle. 
 MENINGITE: Tumulto interior. Falta de apoio. 
 NÓDULOS: Ressentimento, frustração. Ego ferido. 
 PELE (ACNE): Individualidade ameaçada. Não aceitar a si mesmo. PNEUMONIA: Desespero. Cansaço da vida. 
 PRESSÃO ALTA: Problema emocional duradouro não resolvido. 
 PRESSÃO BAIXA: Falta de amor quando criança. Derrotismo. 
 PRISÃO DE VENTRE: Preso ao passado. Medo de não ter dinheiro suficiente.. PULMÕES: Medo de absorver a vida. 
 QUISTOS: Alimentar mágoa. Falsa evolução. 
 RESFRIADOS: Confusão mental, desordem, mágoas. 
 REUMATISMO: Sentir-se vitima. Falta de amor. Amargura. 
 RINITE ALÉRGICA: Congestão emocional. Culpa, crença em perseguição. 
 RINS: medo da crítica, do fracasso, desapontamento. 
 SINUSITE: Irritação com pessoa próxima.
 TIRÓIDE: Humilhação. 
TUMORES: Alimentar mágoas. Acumular remorsos. 
 ÚLCERAS: Medo. Crença de não ser bom o bastante.
 VARIZES: Desencorajamento. Sentir-se sobrecarregado.

Curioso não?

Nota do autor do blog: Como eu sempre costumo dizer, na Internet se escreve de tudo. O que a Dra. Louise coloca - confesso que não sei a procedência. Esse material foi enviado por um amigo colaborador, Hudson Cardoso, que a exemplo de mim, também divulga porque mesmo que não seja tudo verídico, parece que mal não faz. Esse não é um caso de acusar alguém, dar uma notícia falsa ou coisa que o valha e possa prejudicar terceiros. Seriam apenas opiniões desta psicologa que até se fundamentam nas últimas pesquisas médicas que confirmam, sim, serem muitas doenças psicossomáticas. Agora... se todas são, ai é a Louise que afirma! Acredite quem quiser. 

5 comentários:

catarina† disse...

era só para dizer que voltei ao link antigo (:
http://catarina-speechless.blogspot.com/

Mafia Sonora disse...

Eu recebi esse texto da doutora citada uma vez por e-mail a lista de doenças é enorme realmente, o famoso poder da mente, abração Milton :-)

* Verinha * disse...

Interessante Milton.. acredito que tenha mesmo tudo a ver com que ocorre com o nosso íntimo.. podemos dizer que somos uma máquina e todos os acontecimentos e sentimentos refletem no funcionamento do mesmo, causando alterações que venham a originar os problemas de saúde.. Como bem citado foi, nossa mente possui um poder imenso, pena que ainda não aprendemos a colocar em prática todo esse poder, que certamente no traria grandes benefícios.

Beijocas super em seu coração..
Verinha

LUCIENE RROQUES disse...

Olha Milton acredito eu até certo ponto nesta teoria, pois algumas doenças são sim psico-somaticas, mente e corpo elevam a doença, uma especie de sintonia, mas não acredito a grande maioria ou todas doenças serem assim, pois tem muitas que são até mesmo de origem genética ainda lá no útero materno. Uma vez, quando fiz um estágio num posto de saúde, chegou uma senhora que se eu não estivesse com o medidor de pressão em mãos, eu juraria que ela estava infartando. mas era uma 12 por 8 maravilhosa a pressão dela. Era só nervoso, raiva que o filho havia passado nela que gerou todos os sintomas de infarto. Então é por ai, nem tudo é o tudo, mas nem tudo é só nada. Vim te agradecer pelo endereço, obrigada, a abelha aqui fica vidrada na flor e nem lembrou de olhar a fonte. Grata.
Um abraço!

Milton disse...

DJ, Verinha e Luciene!
Obrigado por participarem do debate. Realmente é uma questão bastante complexa e fico com a tese da Luciene. Acho que algumas até podem ser, mas todas - a meu modo de ver - seria um certo exagero, pois isso derrubaria a tese das doenças hereditariamente transmissíveis.
Não obstante tem a questão prática mesmo. Quer dizer que uma pessoa CENTRADA, TRANQUILA, RESOLVIDA, ALIMENTADA PELO AMOR... vai viver 100, 110, 120 anos????? Conheci pessoas que eram PURO AMOR, MARAVILHOSAS, QUE VIVIAM DE BEM COM A VIDA, E QUE - INFELIZMENTE - adoeceram e morreram aos 50 anos.

Compartilhe:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Posts Recentes