Amigos seguidores

quinta-feira, maio 31, 2012

O grande músico descansou...

O músico brasileiro Nelson Jacobina, 58 anos, morreu às 6h45 desta quinta-feira. Ele estava internado desde domingo na UTI do hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, no Rio de Janeiro. O velório será no cemitério São João Batista e ainda não há informações sobre o enterro. O músico, um dos integrantes da Orquestra Imperial desde 2000, lutava contra um câncer há 15 anos. Jacobina trabalhava desde a década de 1970 com Jorge Mautner e a parceria rendeu clássicos como “Lágrimas negras”, “Maracatu atômico”, “Árvore da vida” e “Samba-jambo”. Em meados daquela década integrou ao lado de Vinicius Cantuária e Arnaldo Brandão a Banda Atômica que serviu como grupo de apoio a Jorge MautnerComo compositor, teve canções gravadas por Gilberto Gil, Gal Costa, Leo Gandelman, Chico Science e Nação Zumbi, Milton Banana, César Camargo Mariano e Amelinha, além do parceiro Jorge Mautner.
Este foi um dos grandes sucessos da carreira de compositor de Jacobina em parceria com Jorge Mautner: "Maracatu Atomico", música que embalou toda a juventude que se agitava dos anos 70, em pleno regime militar, buscando na música suas formas de expressão em contrariedade ao regime de exceção que se estabeleceu. Essa é a nossa homenagem ao músico, recordando "Maracatu Atomico" na voz daquele que a lançou e a imortalizou no cenário musical brasileiro: Gilberto Gil



2 comentários:

Pedrinho Correa disse...

Caracas.... agora bateu a saudade.
Dancei muito com essa música.
Valeu pela informação.
Abs.

Máfia Sonora disse...

Letra fantástica, e melodia então sem se fala, uma perda lastimável realmente.

Compartilhe:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Posts Recentes