Amigos seguidores

terça-feira, junho 26, 2012

As Jóias Voadoras...

Este artigo é fruto de um livro (ao lado) lançado na Alemanha em 2010 e que no ano passado foi transformado numa exposição que corre o mundo e que agora se prolifera na Web através de PPS, vídeos e também fotografias. O livro, que se intitula Fliegende Juwelen (Jóias Voadoras em português) descreve e ilustra ao amante da natureza e da estética, a grande convenção de cores atmosféricas, formas e padrões estruturais que existe entre minerais e insetos. O livro contem uma breve descrição dos minerais e insetos com seus nomes, localidade de origem, sexo e família. Todas as imagens dos minerais e insetos com suas devidas combinações estão na vanguarda da fotografia digital, e foram fotografadas por Peter Hirschberg. O trabalho é fruto da perícia e determinação de Max Kühbandner e Wierig Eckhard, responsáveis pelos Departamentos de Coleoptera (que estuda os besouros) e Lepidoptera(que estuda as borboletas) do Zoológico de Munique. Não há na entomologia ou gemologia, responsáveis respectivamente pelos estudos dos insetos e pedras, nenhum indício de relação entre as partes no que diz respeito ao seu desenvolvimento na natureza, mas as coincidências encontradas pelos especialistas alemães de Munique são simplesmente extraordinárias, tanto que os levaram a optar por registrar tudo num livro. Na sequência do post várias fotos mostrando a relação de cores, formas e padrões dos insetos com as pedras. Eu achei maravilhoso. 



































Fonte: PPS e Google

6 comentários:

Loreta disse...

Impressionante..........!!!!!!!

Suaveseara disse...

Caracas, que baita coincidência. Belo post. Obrigado por nos mostrar isto!
Beijão!

Aoorol Yanstate disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aoorol Yanstate disse...

Beautiful!

Marina Linhares disse...

Deslumbrante!!! E se procurar, acha mais.
Torno a dizer: A NATUREZA É FANTÁSTICA!!!... pena que o "homem" não sabe disso...

itagerman disse...

Que coisa mais interessante.
Se não fossem de regiões tão distintas dava pra se imaginar que as borboletas se adaptavam as pedras de seus habitats.
Belo post!

Compartilhe:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Posts Recentes