Amigos seguidores

quinta-feira, outubro 25, 2012

O país dos Flamingos Cor de Rosa...

O Nakuru, no Quênia, é um lago onde vivem flamingos literalmente cor de rosa. Anualmente centenas de milhares destes formosos pássaros se reúnem aqui, criando um espetáculo sui generis para os milhões de turistas que visitam este país africano para observar o esplendor da vida selvagem. Se você jamais encontrou na Web imagens como esta, de centenas de milhares de flamingos cor de rosa ao longo das margens de um lago, então esta história é sua. Se já conhece, vale a pena se vislumbrar mais uma vez com as 27 fotos que selecionamos neste post e com algumas informações que conseguimos para dar sustentação ao artigo.



O nome do lago: "Nakuru", na língua Maasai significa "lugar empoeirado", quando na verdade o lago é muito pantanoso, raso e salgado. É de se pensar, todavia, que o nome foi dado pelos antepassados massais, justamente pelo véu rosa provocado pelas centenas de milhares de aves. Aqui vivem mais de 1 milhão e 500 mil flamingos, provocando em alguns momentos um tapete rosa brilhante ao longo das margens do lago.


Aqui, mais do que em qualquer outro lugar do mundo, vivem milhões de flamingos. Sentados ou voando perto da costa, as criaturas formam um padrão constante de cores, com mudanças de diferentes tons de rosa.


Na África o flamingo é às vezes chamado de "pássaro de fogo" por causa de plumagem brilhante. Em outras ocasiões eles são chamados de "pássaros do amanhecer", tendo em vista as penas terem um tom suavemente rosa.


As algas e crustáceos que vivem neste lago são a base alimentar para os flamingos cor de rosa do Quênia. 


Os flamingos se alimentam com a cabeça pendurada, jogando-as de um lado para o outro para que a água seja filtrada através do bico. Sua vantagem é que o bico é equipado com pequenas placas que servem de armadilha para os plâncton, algas, pequenos crustáceos, moluscos e outros invertebrados.


Como já foi mencionado, o Lago Nakuru, no Quênia é bastante salgado. Em geral a concentração de sal é tão alta que nele não vive qualquer outro vertebrado, a não ser os flamingos. Este evento único chegou a chamar a atenção de Charles Darwin quando este passou pelo Quênia.  Darwin escreveu em seus diários: "É estranho que um ser vivo seja capaz de viver em tais lugares". 


A maior parte do tempo os flamingos passam no raso. Estas aves voam muito relutantemente. Basicamente só o fazem em caso de perigo, quando iniciam uma corrida e já está decolando. 


Os inimigos naturais dos flamingos são raposas, lobos, chacais e grandes aves de rapina. É comum ver águias e falcões voando perto das colônias.


Por que flamingos às vezes se apoiam em uma só perna? Permanente os flamingos, cegonhas, garças e outras aves de pernas longas dobram uma delas para minimizar a perda de calor com a exposição ao vento. Como suas pernas são descobertas de plumas, eles revezam as mesmas para manter, pelo menos uma delas aquecida.


A expectativa de vida dessas belas aves na natureza é desconhecida, mas em cativeiro elas vivem um tempo bastante respeitável para os padrões de idade aviária: cerca de 30 anos.



Nenhum comentário:

Compartilhe:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Posts Recentes