Amigos seguidores

segunda-feira, junho 13, 2011

Série animais: Gatos


O gato (Felis silvestris catus), também conhecido como gato caseiro, gato urbano ou gato doméstico, é um animal da família dos felídeos, muito popular como animal de estimação. Ocupando o topo da cadeia alimentar, é um predador natural de diversos animais, como roedores, pássaros, lagartixas e alguns insetos. A primeira associação com os humanos da qual se tem notícia ocorreu há cerca de 9.500 anos, mas a domesticação dessa espécie oriunda do continente africano é muito mais antiga. 
(Todas as fotos deste post são em alta resolução. Clique para ampliá-las)


Seu mais primitivo ancestral conhecido é o Miacis, mamífero que viveu há cerca de 40 milhões de anos, no final do período Paleoceno, e que possuía o hábito de caminhar sobre os galhos das árvores. A evolução do gato deu origem ao Dinictis, espécie que já apresentava a maior parte das características presentes nos felinos atuais.A sub-família Felinae, que agrupa os gatos domésticos, surgiu há cerca de 12 milhões de anos, expandindo-se a partir da África subsaariana até alcançar as terras do atual Egito.


Existem cerca de 250 raças de gato-doméstico, cujo peso variável classifica a espécie como animal doméstico de pequeno a médio porte. Assim como cães com estas dimensões, vive entre quinze e vinte anos. De personalidade independente, tornou-se um animal de companhia em diversos lares ao redor do mundo, para pessoas dos mais variados estilos de vida. Na cultura humana, figura da mitologia às superstições, passando por personagens de desenhos animados, tiras de jornais, filmes e contos de fadas. Entre suas mais conhecidas representações, estão o gato Tom, Frajola, Gato Félix, Gato de Botas e Garfield.

AS RAÇAS MAIS CONHECIDAS


ABSSÍNIO - Origem: Índia
Gato da raça abissínio, umas das 26 mais comuns do mundo. É forte e ativo. Seu corpo é esguio e musculoso, são ágeis e ativos, com nível alto de energia, e portanto necessitam atividade física. Se confinados, devem ter acesso a brinquedos e distrações, de preferência ter contato com outro(s) gatos(s), com quem costumam interagir muito bem. Apesar de serem chamados Abssínios, numa referência a antiga Abssínia (hoje Etiópia) recentemente se descobriu que ele verdadeiramente é originário da Índia. 

ANGORÁ- Origem: Turquia
Os gatos da raça Angorá surgiram na região de Ankara, na Turquia Central, e são conhecidos na Europa desde o início do século XVII. Os representantes desta raça são animais dóceis e amistosos. Curiosos, gostam de escalar até pontos elevados, de onde possam observar a movimentação. 

BENGAL ou GATO DE BENGALA
Origem: Estados Unidos 
O Bengal é uma raça recente, derivada de cruzamentos induzidos entre gatos domésticos e o leopardo-asiático. Tal cruzamento só foi possível devido ao fato do leopardo-asiático possuir o mesmo número de cromossomos do gato doméstico, o que tornou possível a realização de cruzamentos que originassem descendentes férteis.


BOBTAIL - Origem: Japão
O Bobtail surgiu no Japão no século VII, país no qual é bastante popular e onde acredita-se que a existência de uma espécime tricolor desse animal traz sorte, felicidade e prosperidade. A principal característica do Bobtail é a pequena cauda, que mede entre oito e dez centímetros quando esticada. O gato sempre a mantém curvada, o que a deixa com a aparência de um rabo de coelho. É uma raça de porte elegante, com uma boa musculatura, porém esbelta. Suas pernas são esguias, sendo as posteriores ligeiramente maiores que as anteriores.


BOMBAY - Origem: Estados Unidos
O Bombay é um gato originário dos Estados Unidos. Surgiu na década de 1960, por meio de cruzamentos entre diferentes gatos pretos de pelo curto americano. A história dessa raça começa quando a americana Nikki Horner decidiu criar um gato que fosse a miniatura de uma pantera negra. Ela levou mais de 30 anos para criar esta nova raça. Seu ideal era um gato parecido com o Burmês, mas negro e com olhos cor de topázio. Sua primeira tentativa foi acasalar gatos de rua pretos de Louisville, Kentucky com burmeses. Efetivamente deste casamento nasceram alguns gatinhos pretos mas para Nikki eles ainda se pareciam muito com gatos de rua. Depois de mais de uma dúzia de tentativas com este cruzamento Nikki abandonou o programa sem chegar a sua pequena pantera negra. Nos anos 60 ela decidiu tentar novamente, mas desta vez usando gatos de pêlo curto americanos pretos. O macho escolhido foi um burmês de nome Caussius Clay. Ele foi acasalado com uma fêmea pêlo curto americano preta e nasceram quatro gatinhos no dia 2 de janeiro de 1966. Nos 5 anos seguintes Nikki continuou a efetuar acasalamentos entre estas duas raças até fixar um tipo. No dia 14 de junho de 1970 o Bombaim foi registrado no Cat Fanciers Association (CFA). Em 1974 ele já tinha seu clube e em maio em 1976 ele já podia concorrer em classe campeão. Foi uma das primeiras raças reconhecidas pela TICA. Seu nome foi escolhido para homenagear a Índia, região da pantera negra.




CHARTREUX - Origem: França
Os gatos Chartreux apresentam coloração cinza-azulada, com pelos curtos, densos e grossos. Os gatos desta raça são muito silenciosos, de modo que raramente miam. São muito ativos e necessitam de bastante espaço físico para correrem exercitarem-se. Quando privados de espaço, podem ficar irritadiços e demonstrar alguma agressividade. Originário da França, o Chartreux é um animal afetuoso e sociável. Possui um apurado instinto de caça e uma forte musculatura, que lhe dá condições para atacar rapidamente pequenas presas como pássaros e roedores. 

CORNISH REX - Origem: Inglaterra
O Cornish Rex é um gato de pelo curto e ligeiramente cacheado, originário da Inglaterra. Possui um aspecto rústico e é considerado um excelente animal de estimação, uma vez que convive muito bem com os humanos, mesmo no caso da presença constante de estranhos. É um animal de fácil tratamento, não exigindo cuidados muito complexos.

HIMALAIO - Origem: Estados Unidos
Em 1950, o Gato Siamês foi cruzado com o Persa para criar uma raça com o corpo do Persa mas com a coloração do Siamês, sendo este nomeado de Himalaio. O Himalaio ficou como raça separada do Persa nos Estados Unidos até 1984, quando a CFA os unificou, mesmo com a objeção de ambos os conselhos das raças. Alguns criadores de Persa ficaram descontentes com a introdução desse híbrido em suas linhas puras de Persa. 


SIAMÊS - Origem: Tailândia
Gato Siamês é uma raça de gato oriental, caracterizada por um corpo elegante e longilíneo e uma cabeça marcadamente triangular. Acredita-se que a origem exata da raça seja o Sudoeste Asiático, mais especificamente o Sião (atual Tailândia), onde eram tidos como o gato da realeza e mantidos em templos sagrados. São conhecidos naquele país, onde são uma de várias raças nativas, como Wichien-Maat ou Maas. De lá foram levados para a Inglaterra, em 1884, de onde se espalharam para outras partes do mundo.

PERSA - Origem: Irã 
A história desta raça tem início no século XVII, quando um viajante italiano chamado Pietro Della Valle passou pela Pérsia (atual Irã) e levou consigo alguns dos belos gatos que andavam pelas ruas locais. Ao chegar a Itália, imediatamente esses gatos ganharam a simpatia das pessoas devido a sua pelagem macia e brilhante. Porém, a moderna raça persa surgiu somente no século XIX, quando esses gatos criados na Itália foram levados a Inglaterra, onde sofreram cruzamentos com gatos da raça angorá. Logo em seguida foi feito um trabalho de melhoramento genético visando se obter maior variedade de cores e padrões de pelagem. Há hoje mais de 100 diferentes combinações de cores para gatos dessa raça, variando desde o branco neve até o malhado. 

LaPERM - Origem: Estados Unidos 
O gato LaPerm foi registrado em 1982, nos Estados Unidos. Trata-se de um felino de pelagem longa e cacheada, com espirais lembrando um saca-rolhas. Apresenta comportamento bastante interativo. É um gato muito procurado por pessoas que gostam de animais que se adaptem aos costumes do lar. Sua personalidade marcante faz com que o LaPerm desenvolva uma forte ligação afetiva com os donos e esteja sempre pronto para brincadeiras, até mesmo com estranhos. 


MAINE COON - Origem: Estados Unidos 
O Maine Coon é um gato norte-americano, conhecido pelo seu avantajado tamanho em relação às demais raças. Foi primeiramente reconhecido como raça oficial no estado norte-americano do Maine, onde era famoso pela sua capacidade de caçar ratos e de tolerar climas rigorosos. Devido ao seu grande porte físico, também é conhecido como "o gigante gentil". Originalmente um gato de trabalho, o Maine Coon é resistente, rústico, capaz de suportar as intempéries. Seu pelo é macio e seu corpo muito bem proporcionado, de aparência retangular e balanceada, sem partes exageradas em tamanho. É musculoso, de tamanho médio para grande. As fêmeas geralmente são menores que os machos. O comportamento do Maine Coon é extremamente dócil, meigo, companheiro, dando-se bem com outros gatos e outros animais de estimação, como o cão. É um gato de fácil adaptação, e essencialmente muito amigável. É carente de cuidados e atenção, necessitando sempre companhia. Seu miado é um dos mais curiosos, por ser semelhante ao cricrilar de um grilo.

MAU EGÍPCIO - Origem: Egito
O Mau Egípcio é uma raça de gato que descende de animais originários do Antigo Egito, que eram considerados semi-deuses em virtude da veneração à deusa Bastet. Podem ser vistos em papiros e construções egípcias anteriores a 1000 a.C. A princesa Troubetzkoï levou exemplares para a Europa e a raça foi desenvolvida nos Estados Unidos a partir desses exemplares europeus. Essa raça foi relativamente extinta, no entanto, têm sido feitos cruzamentos na Europa para se criarem gatos que apresentem os padrões existentes nessa antiga raça. Esta linhagem baseou-se originalmente em gatos rajados produzidos durante a criação dos Siameses Tabby Point. É um gato doméstico de temperamento calmo. Esperto e dedicado, possui laços afetivos extremamente fortes com os seus donos.

NORUEGUÊS DA FLORESTA - Noruega 
Como o próprio nome diz, o gato Norueguês da Floresta se originou nas áreas florestais da Noruega. A necessidade de se abrigar durante os invernos frios da Escandinávia transformou seu pelo em uma espécie de cobertor macio, protegendo-o do vento, do frio e da umidade da neve. Para proteger-se do frio, este gato também dispõe de abundante camada de pelos ao redor do pescoço, formando uma densa juba. Como originaram-se de gatos que viviam ao ar livre, os representantes dessa raça possuem a característica de serem excelente caçadores e apresentarem grande independência em relação à seus donos.

PÊLO CURTO EUROPEU 
O Gato de pêlo curto europeu é uma das raças de ocorrência mais comum e sua principal característica é a miscigenação de várias espécies. É um padrão de raças de gatos domésticos que tem como principal aspecto o pelo curto, entre outras feições características. Essas raças compartilham entre si o fato de derivarem de gatos criados nas ruas das cidades, desenvolvendo-se naturalmente, por meio da seleção natural.

PÊLO CURTO BRASILEIRO 
O Gato Pêlo Curto Brasileiro é o primeiro gato brasileiro reconhecido internacionalmente como raça pelo World Cat Federation em 1998. Descende da subespécie Felis Silvestris Iberica, trazida ao país pelos europeus desde o início da colonização. No Brasil, desenvolveu seu próprio padrão, pelo qual não é mais enquadrado na categoria Keltic Shorthair. O pêlo é bem deitado junto ao corpo, cabeça e orelhas de tamanho médio, proporcionais a largura da base, bem colocadas. Os olhos ligeiramente oblíquos e o nariz da mesma largura da base até à ponta. Peito largo, pernas de tamanho médio e patas arredondadas, também de tamanho médio. O corpo é forte, musculoso, mas o aspecto geral é de um gato muito ágil e elegante. Não tão esguio como o siamês e o oriental, nem tão corpulento como o gato persa e os gatos europeus. O rabo, de comprimento médio, é grosso na base e afina até a ponta. 

Fonte: Wikipédia 

FOTOS VARIADAS EM ALTA DEFINIÇÃO DE GATOS DE VÁRIAS RAÇAS DO SITE: kEPGURU.RU
(clique para ampliá-las) 













































Todos os direitos reservados. 2005-2011 kepguru.hu

Atenção: Pedimos encarecidamente que se houver aproveitamento de algumas dessas imagens que seja dado os devidos créditos a plataforma de origem com link ativo para a mesma. 
POSTS À BEIRA MAR copia e reproduz para divulgar as obras e enaltecer o trabalho de seus autores. Não tem nenhum aproveitamento comercial nisso e muito menos nega o reconhecimento dos verdadeiros autores. Abaixo ao plágio e a posse de autorias. 

8 comentários:

Sandra =^.^= disse...

Que delícia de post!

Milton disse...

Tinha certeza que ias gostar. Beijos!

Sél disse...

Olá Milton
Faço coro com a Sandra: maravilhosa postagem.
Além de belas imagens, excelentes informações.
Amo gatos e quem tem seu bichano, sabe como essas coisas fofas fácilmente nos conquistam.

Você é um blogueiro nota 1000!
The Best! rsrs Parabéns Milton.
Que sua semana seja ótima.
Bjs.

Sél disse...

Não poderia me passar despercebidas, suas "Sutilidades" no rodapé da página.
Depois dos acontecimentos da minha última semana, algo que somente pensava e almejava materializou-se como lema de vida sagrado e inquestionável.

Você está corretíssimo em suas "Sutilidades"...

""Acordar me permite continuar a busca por mim mesmo!! Hoje, agora...único momento em que sinto que verdadeiramente existo!!!""

Beijos

Milton disse...

Querida Sél!
Que bom tê-la de volta e que bom que gostasse tanto do post quanto das sutilidades.
Beijos carinhoso e muita força prá você.

austofonso disse...

Caracas Miltão!
Coisa linda este post. Vou até esconder o meu gatinho. É muito feio diante dessas feras ai... eheheheh!
Tô brincando. Adoro o meu "Godofredo". É bonito pacas!

Loreta disse...

Lindas as imagens. Muito legal o post. Faço minha as palavras da Sel: post de blogueiro nota 10.
Abraços e beijos!

Anônimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ cialis prix
http://commandercialisfer.lo.gs/ cialis acheter
http://prezzocialisgenericoit.net/ cialis prezzo
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis

Compartilhe:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Posts Recentes