Amigos seguidores

quarta-feira, junho 27, 2012

A luta para perpetuar a espécie...


Essa imagem, que num primeiro momento pode parecer estranha, é na verdade a de um salmão subindo as águas do Rio Adams, um afluente do Rio Fraser, na Columbia Britânica, no Canadá. Dentro de alguns dias neste verão do Hemisfério Norte, em um determinado momento, milhares de salmões vão tentar superar o difícil caminho do leito do rio até sua nascente para perpetuar sua espécie. É uma viagem sem volta. Este processo ocorre a cada quatro anos, quando 15.000.000 salmões nadam contra a corrente da foz do Fraser, tentando atingir os 12 quilómetros do Adams, para superar os 4.000 quilômetros que os levarão a Billabong Adams - o ponto final em sua migração, onde eles desovam e morrem. Apesar do fato de que o salmão chega neste local todos os anos, a migração em grande escala tem apenas uma vez a cada quatro anos, dentro de um ciclo que se completa, como neste ano de 2012.


4 comentários:

martinealison disse...

Une publication magnifique... Je viens d'apprendre que les saumons mourraient après la reproduction. Je ne le savais pas. Je pensais aussi qu'ils remontaient les rivières chaque année. J'avais tout faux !
Deux très merveilleuses photos. La toute première est incroyable. Je n'ai jamais vu un tel saumon !

Gros bisous

Marina Linhares disse...

Isso que é nadar e morrer na praia... literalmente.
Nadam, nadam e morrem.
Lindo post. Cores lindas!

Loreta disse...

Tadinhos! Pelo esforço não mereciam morrer, mas é o ciclo da vida deles né? Que bom saber um pouco mais sobre eles.
Bjs

Milton disse...

Amigos!
Este post acabou incompleto. Existe uma diferença entre duas espécies de salmões conhecido no mundo e faltou falar sobre isso!
Devo fazer um novo post sobre o assunto. De qualquer forma obrigado pela participação de todos.

Compartilhe:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Posts Recentes